Tratamento para Depressão

O distúrbio psiquiátrico conhecido por apresentar episódios de grave depressão se chama Transtorno Depressivo Maior. Ainda não se sabe qual a real causa da doença, mas a principal ideia ainda é a do desequilíbrio dos neurotransmissores, que são as substâncias químicas responsáveis pelo humor, sentimentos e outras funções do cérebro.

Algo que pode contribuir para o despertar da doença é o estresse ou a perda de um familiar, mas ainda assim, essas não podem ser consideradas as causas diretas da depressão. O sentimento de luto e a depressão não devem ser confundidos, pois são sofrimentos em escalas completamente diferentes.

Em entrevista, o Dr. Leandro Ciulla explica quais podem ser as causas da depressão e alguns dos sintomas da depressão.

As pessoas que possuem depressão costumam estar extremamente desanimadas e perder o interesse pelas atividades cotidianas que lhes eram agradáveis no passado. A tristeza sentida pelas pessoas saudáveis é em nível muito inferior ao sentido por pessoas depressivas já que aquele que sofre da doença é incapaz de abandonar tal sensação ao realizar suas atividades cotidianas.

Aquele que sofre de depressão está desmotivado em relação à vida, algo que pode ser notado pelas pessoas que estão ao seu redor. Trabalho, lazer, amor e até mesmo a vaidade, nada mais é atrativo o suficiente para o depressivo. Costumam haver ainda distúrbios na alimentação e no sono, além de pensamentos recorrentes de suicídio.

O Dr. Abelardo Ciulla explica ao programa Consultório Médico sobre a diferença entre tristeza e depressão.

Para diagnosticar alguém com depressão, são necessárias longas conversas e a avaliação dos sintomas por parte do psiquiátrica. Os sintomas de depressão precisam estar ocorrendo diariamente, e há pelo menos duas semanas, para que o diagnóstico de depressão possa vir a ser o de transtorno depressivo maior. Essa doença pode se manifestar em qualquer idade, mas ocorre principalmente, na fase adulta.

Para realizar o Tratamento de Depressão em Porto Alegre, além da psicoterapia, é necessário o uso de antidepressivos para regular os níveis de neurotransmissores. Quando o paciente não responder ao tratamento tradicional é possível utilizar a eletroconvulsoterapia, técnica que altera a atividade elétrica do cérebro.

Veja artigo sobre Tratamento de Depressão em Porto Alegre.

Atendimento a Domicílio

Em situações de emergência pode haver uma ameaça iminente à vida, sofrimento agudo ou risco de lesão permanente, em que torna-se necessário o tratamento médico a domicílio e imediato de forma a evitar sofrimento e complicações.

Contato