Tratamento de Transtorno Bipolar

Tratamento de Transtorno Bipolar em Porto Alegre: Transtorno Bipolar é o distúrbio psicológico que provoca em um indivíduo alterações extremas de humor. A doença é caracterizada por duas fases distintas: a depressão e a euforia, também conhecida como mania. O paciente que sofre de transtorno bipolar apresenta oscilações entre as duas fases emocionais. As variações entre essas duas fases podem ser mais discretas ou extremamente abruptas.

Existem três tipos de Transtornos Bipolares eles variam em intensidade. O Transtorno Bipolar I tem como principal característica a predominância da fase maníaca, intercalada com fases de depressão leve. Nos momentos de mania, o paciente se mostra extremamente animado, com um humor anormal, eufórico e irritável. Perder o sono também é um sintoma comum dessa fase.

Nas fases da depressão ocorre o contrário, o paciente passa a dormir muito mais. Ele se sente desanimado e extremamente triste sem uma razão aparente. Tem baixa autoestima e dificuldade de se concentrar, perdendo o interesse em atividades que antes lhe davam prazer.

Aqueles que sofrem com o Transtorno Bipolar I normalmente são bastante sociáveis e promíscuos, se distraem fácil e possuem um fluxo de pensamento rápido com juízo crítico comprometido. Delírios e alucinações também podem ser sintomas.

Dr. Abelardo Ciulla fala sobre a importância do tratamento farmacológico para casos de Transtorno Bipolar.


O Transtorno Bipolar II é mais leve, com fases de depressão e mania mais moderados. Na mania, ou hipomania, os sintomas são semelhantes aos do tipo I, porém mais amenos. Os pacientes não percebem que estão doentes e acabam relativizando seus sintomas e se recusando a procurar ajuda.

No terceiro nível de bipolaridade temos o Transtorno Ciclotímico, que apesar dos sintomas semelhantes aos outros tipos apresenta uma instabilidade persistente. Nesse caso, as oscilações de humor podem ocorrer várias vezes em um mesmo dia.

O Transtorno Bipolar não pode ser diagnosticado por intermédio de exames físicos. Para identificá-lo, é necessário que o psiquiatra realize uma análise comportamental do paciente por meio de conversas com ele e com seus familiares.

A avaliação psiquiátrica é demorada, podendo levar meses ou até mesmo anos para que se chegue ao diagnóstico, pois os sintomas da bipolaridade são facilmente confundidos com os de outros distúrbios.

O Transtorno Bipolar não pode ser curado totalmente, mas com tratamento é possível diminuir os sintomas para proporcionar uma melhor qualidade de vida ao paciente. O psiquiatra deve realizar um acompanhamento psicoterapêutico que, combinado com medicação, irá controlar os sintomas e evitar recaídas. Veja mais sobre cura na psiquiatria.

Os medicamentos utilizados no tratamento de Transtorno Bipolar são neurolépticos, antipsicóticos, anticonvulsivantes, ansiolíticos e estabilizadores de humor, principalmente o lítio. Substâncias psicoativas, como álcool e cafeína, devem ser cortadas, pois podem afetar o tratamento.

Pacientes com surtos muito agressivos podem necessitar de hospitalização. Nesses casos, eles permanecem internados até que voltem ao seu estado normal. Saiba mais sobre internação psiquiátrica.

Veja artigo sobre Tratamento de Transtorno Bipolar em Porto Alegre.

Atendimento a Domicílio

Em situações de emergência pode haver uma ameaça iminente à vida, sofrimento agudo ou risco de lesão permanente, em que torna-se necessário o tratamento médico a domicílio e imediato de forma a evitar sofrimento e complicações.

Contato